Loading

Vai viajar?

Encontre aqui dicas para a sua viagem...

Um dia em Utrecht, uma das mais lindas cidades da Holanda

Um lugar charmoso, repleto de casas e prédios históricos localizados na beira de canais, onde hoje funcionam bares, lojas e restaurantes. Com uma população animada e predominantemente formada por estudantes, Utrecht está localizada a apenas 30 minutos de trem de Amsterdam. Por isso, vale reservar um dia de sua viagem para fazer essa day trip.

Utrecht tem origem no ano de 47, sendo uma das primeiras cidades dos Países Baixos. Hoje é a quarta maior cidade da Holanda, com pouco mais 300 mil habitantes, dentre os quais 70 mil estudantes, oriundos das sete universidades da região.

Situada no centro do território holandês, chegar até lá é muito fácil: saindo de Amsterdam, basta pegar um trem na Estação Central (Amsterdam Centraal). Os trens partem com intervalos de 15-20 minutos (15 euros ida e volta/pessoa).

Utrecht 1

Em aproximadamente 30 minutos você chega ao seu destino.

Utrecht mapa

O centro histórico de Utrecht é relativamente pequeno e suas principais atrações estão localizadas muito próximas entre si. Ao desembarcar na estação (Utrecht Centraal), numa rápida caminhada chega-se ao principal ponto turístico da cidade: Domtoren, ou Torre da Catedral.

Utrecht torre 3

UtrechtA história dessa torre é bem interessante: sua construção começou em 1321 e foi finalizada somente em 1382. Ela era ligada à Domkerk (Catedral) por um arco. No entanto, em 1674 essa ligação foi destruída por um furacão, e desde então a torre ficou isolada. Com 112 metros de altura, ela se tornou a torre mais alta da Holanda, e passou a ser o orgulho da cidade.

A visita à torre só é permitida com guias, em tours com uma hora de duração, conduzidos em holandês e inglês. O ingresso é vendido no Tourist Information Centre localizado na Domplein (Praça da Catedral), e custa 9 euros/pessoa (adulto) – crianças e estudantes pagam menos.

Dependendo do dia da semana – especialmente aos sábados – esse passeio pode ser bem concorrido. Por isso, é importante chegar cedo para garantir uma vaga. Nós deixamos para fazer essa day trip em um domingo e conseguimos nos juntar ao grupo das 15h.

Nosso guia era bem simpático e explicava cada detalhe da construção enquanto subíamos os 465 degraus. No caminho, algumas paradas estratégicas para descanso e também para mais informações sobre a história do lugar.

São, ao todo, 5 paradas: Capela St. Michael, Capela Egmond, Sala dos Sinos e duas galerias abertas. Na Sala dos Sinos é possível ver de perto os 14 sinos de bronze que são tocados aos domingos, feriados religiosos e em ocasiões especiais.

Utrecht torre

O ponto alto do passeio é, sem dúvida, a vista que se tem da cidade lá de cima. No dia em que fizemos o passeio, tivemos muita sorte, pois enquanto subíamos a torre, a chuva que caía na cidade parou, o céu abriu e o sol brilhou. O visual é mesmo incrível! Dizem que em um dia claro dá para ver Amsterdam.

Domtoren

Na última galeria também é possível ver o carrilhão da torre, de 1664, composto por 50 sinos, que são tocados manualmente a cada 15 minutos. Aliás, para quem curte o estilo, aos sábados, das 11 às 12h, a musicista responsável pelo carrilhão da torre, Malgosia Fiebig, executa concertos, animando a cidade. De abril a dezembro, também há concertos às sextas-feiras, das 12:30 às 13:30h.

Utrecht torre 2

Na saída, ganhamos broches com desenhos da Domtoren. Bem simpático!

Seguimos à pé para Domkerk, a linda catedral gótica, que fica logo ao lado. Aqui vale ficar atento aos horários de visita! Aos domingos, a igreja abre das 12:30 às 16h. Como descemos da torre às 16h, não conseguimos pegá-la aberta. Uma pena! Por isso é importante se programar para conhecê-la antes. Ao menos conseguimos conhecer o seu lindo jardim, chamado Pandhof Domkerk, que fecha uma hora mais tarde, e é considerado um dos mais bonitos do país! A entrada é gratuita.

Domkerk 1

Aos sábados, a partir das 15:30h ocorre um concerto de música clássica, gratuito, no interior da Domkerk, chamado de Zaterdagmiddagmuziek. Para os amantes do gênero, vale se programar para conseguir uma entrada.

Domkerk

Na saída do jardim, há a escultura Verzetsmonument, localmente conhecida como “Mien com seu cone de sorvete”. A estátua de 10 metros de altura foi feita em homenagem às vítimas da II Guerra Mundial e às da Resistência de Utrecht. A escolha foi feita baseada na importância das mulheres durante o período de resistência. Nesse local é celebrado todos os anos o Dia Nacional da Lembrança.

Utrecht 2

Depois disso, fomos passear pelas ruas estreitas, cortadas por canais, e entramos nas várias lojinhas de arte, decoração e design espalhadas pelo centro histórico. Que graça de lugar!

Utrecht 4

Recomendo andar pelo Oudegracht que tem vários restaurantes e bares na beira do canal, com mesas ao ar livre.

Utrecht 3

No caminho, paramos para comer no Frietwinkel, que vende aquela que é considerada, com justiça, a melhor batata frita da Holanda! É claro que não poderíamos perder. Realmente, a batata é uma delícia! Recomendo! (2,75 euros a batata grande)

Utrecht 5

E dali seguimos para o Belgisch Biercafé Olivier, um bar localizado dentro de uma antiga igreja, especializado em cervejas e culinária belgas. Que bar mais bacana!

Utrecht 8

Aproveitamos para experimentar várias cervejas diferentes e comer algo mais substancial. Além do lugar ser lindo, a comida é bem gostosa. Foi uma ótima pedida!

Utrecht 7

E assim terminou o nosso dia. Fomos direto para a estação e pegamos o trem de volta para Amsterdam às 22h, totalmente apaixonados por esse charme de cidade!

Veja no mapa como é fácil conhecer isso tudo à pé:

Utrecht mapa centro

Utrecht é o tipo do lugar que se consegue conhecer em um dia, mas para quem tiver mais tempo, a cidade é repleta de bons museus, como o Museum Speelklok – ou Museu da Música – que fica no interior da Buurkerk, a igreja mais antiga de Utrecht, do século XIII; o Museum of Contemporary Aboriginal Art, o único da Europa dedicado à arte aborígine; o Museum Catharijneconvent, que conta a história do cristianismo na Holanda; o  Centraal Museum, o mais antigo museu municipal do país, com peças que remontam à Idade Média; o Under the Dom, que explora o subsolo histórico da cidade; e o Exbunker, um antigo bunker da II Guerra Mundial utilizado como espaço para exposições e arte em geral.

Para quem estiver com crianças ou for fã do artista, mais recentemente foi aberto o Dick Bruna Huis, ou Casa de Dick Bruna, um museu dedicado exclusivamente à Dick Bruna e sua famosa criação: o coelhinho Miffy, ícone holandês desde 1955.

No fim, acabamos nos arrependendo de não ter dormido uma noite na cidade. Além de ser um lugar super animado, ao entardecer é possível ver todos os monumentos históricos iluminados por artistas renomados. Essa atração é chamada de Trajectum Lumen. Aos sábados, entre 20:30 e 22h – o horário de início varia a cada estação do ano – é possível fazer essa caminhada noturna, acompanhada por guias. O trajeto é feito em 90 minutos e custa 10 euros/pessoa. Deve ser bem bacana!

Horário das atrações visitadas:

– Domtoren – de terça à sábado, das 10 às 17h; domingo e segunda, das 12 às 17h.

– Domkerk – abre todos os dias da semana. De maio a setembro, das 10 às 17h e de outubro a abril, das 11 às 16h. Aos sábados, a igreja abre das 10 às 15:30h e aos domingos, das 12:30 às 16h.

– Pandhof Domkerk – de segunda à sexta, das 10 às 16h; sábados e domingos das 12 às 17h.

.

Vai viajar? Não deixe de reservar o seu hotel pelo Booking.com. Você não paga nada a mais por isso e ajuda a manter o Todos os Rumos no ar!

.

Para salvar no Pinterest