Viajando....

Vai viajar?

Encontre aqui dicas para a sua viagem...

Templo Senso-ji: o mais sagrado e espetacular de Tokyo

Localizado no bairro de Asakusa, o maior, mais antigo e mais popular templo budista de Tokyo é uma parada obrigatória para quem está visitando a cidade. Também conhecido como Asakusa Kannon, o templo Senso-Ji, construído em homenagem à deusa da misericórdia Kannon, abriga diversas atrações que merecem ser apreciadas com calma e atenção. Portanto, vale reservar algumas horas para conhecer e sentir a energia desse incrível lugar.

Nas minhas duas idas a Tokyo, sempre planejei meu roteiro de modo que a visita ao templo Senso-ji fosse feita nos meus primeiros dias na cidade, a fim de recarregar as energias para os demais dias de viagem. Recomendo fazerem o mesmo!

Chegar até Senso-ji é relativamente fácil. Basta pegar o metrô, pela Ginza Line (G), e saltar na estação Asakusa (G19), que fica muito próxima ao templo.

senso-ji-mapa-2

Portão Kaminarimon, ou Portão do Trovão, marca a entrada principal do templo. Com uma enorme e tradicional lanterna de papel (chamada chōchin), à esquerda do portão encontramos Rajin, a divindade do trovão, e à direita, Fujin, a divindade do vento. Ambas as estátuas objetivam afastar os maus espíritos e dar as boas-vindas aos visitantes.

Senso Ji

Tirar uma foto na frente do portão é obrigatório. Mas deve-se ter um pouco de paciência para conseguir uma em que não apareçam muitas pessoas ao seu redor.

Na minha segunda visita ao templo, depois de algumas tentativas, o jeito foi relaxar e fazer novas amizades…

senso-ji-1

Logo atrás do portão, encontramos a Nakamise-dori, uma movimentada rua de lojinhas de comidas típicas e lembrancinhas de viagem. Recomendo passar direto pelas lojas e deixar para fazer as compras ao final da visita, pois acredite, é fácil passar algumas boas horas por ali e sair carregado de lindas bugigangas…

senso-ji-4

Uma das lojas que merece uma rápida parada é a que vende os tradicionais docinhos de feijão azuki, chamados de anko. Feitos ali na hora, são mesmo deliciosos!

senso-ji-5

Ao final da rua, encontramos o Portão Hozo-mon, e à sua esquerda, o Pagode de cinco andares, réplica do original, construído em 1973, o segundo mais alto do Japão. Reza a lenda que Senso-ji foi construído em 628 d.C., tendo sobrevivido ao terremoto de 1923, mas não às bombas da Segunda Guerra Mundial. Por isso, os prédios principais são relativamente novos, mas preservam as características do estilo Edo.

senso-ji-6

Próximo ao Pagode encontramos a estátua dourada do Buda Nade Botokesan. Recomenda-se passar as mãos nos joelhos e na cabeça do Buda para obter sorte e ajuda em casos de doenças.

senso-ji-7

Passando pelo Portão Hozo-mon, chega-se ao Pavilhão Principal. Na sua entrada, um grande incensário (joukoro) atrai vários visitantes, pois acredita-se que sua fumaça é curativa. O ritual orienta espalhar a fumaça pelo corpo para se purificar antes de entrar no recinto sagrado. Os incensos são vendidos em uma banca logo ao lado.

senso-ji-9

Além da fumaça, antes de entrar no pavilhão, seguindo o ritual temizu, deve-se lavar as mãos e a boca na fonte de água purificada.

senso-ji-8

Dentro do pavilhão, o santuário principal laminado a ouro abriga a imagem da deusa Kannon. Uma caixa de madeira para moedas (saisenbako) fica à frente do altar. Jogue uma moeda na caixa, bata palmas por duas vezes e faça uma pequena oração.

senso-ji-10

Quem tiver coragem, pode tentar a sorte no Omikuji, também conhecido como “papéis da fortuna”. Geralmente vendidos a 100 ienes nos templos budistas e xintoístas, esses papéis trazem mensagens de sorte ou azar. Funcionam assim: após o pagamento, retira-se uma varinha (gohei) de uma caixa de madeira. A varinha contém um número em japonês, e o papel da fortuna está dentro da gaveta correspondente. Muitos templos disponibilizam mensagens escritas em japonês. Mas em templos mais visitados por turistas (como no caso do Senso-ji) é possível encontrar mensagens escritas em inglês. Dizem que o correto é levar a mensagem para casa. Muitos a colocam na carteira, principalmente quando o recado é positivo. Agora, quando a mensagem é negativa, deve-se amarrar o papel nos suportes ali disponíveis.

No nosso caso, enquanto eu tirei uma mensagem de “best fortune”, o Alexandre tirou uma de “bad fortune”. É claro que deixamos o papel dele amarrado por ali!

senso-ji-11

Nos arredores do santuário, é ainda possível encontrar pequenos templos, lindos jardins e uma infinidade de estátuas. Recomendo dar uma volta com calma pela área.

senso-ji-12

Foi numa dessas voltas que descobrimos uma loja tradicional de sorvetes artesanais maravilhosos! Ela fica ao lado direito do pavilhão principal, muito próxima ao campanário Shoro. Experimentamos o de chá verde e o de batata doce roxa (total de 500 ienes). Uau!! Vale muito à pena dar uma parada ali por alguns minutos.

senso ji

Bem ao lado do Senso-ji, encontra-se outro templo, o Asakusa Jinja, construído em 1649, em homenagem aos pescadores que encontraram a estátua da deusa Kannon. Junto com o portal de madeira Nitenmon, formam um dos únicos monumentos de Tokyo que saíram ilesos dos terremotos, incêndios e guerras. Por isso, são classificados como tesouros culturais.

senso-ji-13

Por ser uma região muito procurada por turistas, todo o entorno do Senso-ji é muito agitado, com diversas lojas e restaurantes. Uma lojinha que merece destaque é a que vende produtos dos Estúdios Ghibli. Ela fica ao lado do Portão Kaminarimon. Para quem não conhece os Estúdios Ghibli, veja o post que preparei sobre a visita ao museu dedicado aos seus filmes.

É possível fazer passeios de barco pelo rio Sumida e passeios de riquixá pelos arredores do templo. Da primeira vez que fomos, decidimos fechar um tour de riquixá. Veja aqui como foi a nossa experiência. Bem divertido!

Como a visita ao Senso-ji costuma demorar algumas horas, a boa é aproveitar para almoçar por perto. Na rua principal, no caminho para o metrô (veja a marcação no mapa), existem excelentes restaurantes. São lugares geralmente pequenos e muito tradicionais. Nas duas vezes que visitamos a região, comemos maravilhosos tempura udon e ten zaru udon, sempre acompanhados de uma deliciosa cerveja Asahí. Recomendo!

senso-ji-comida

Para quem quiser aproveitar a ida até Asakusa, recomendo juntar a visita ao Templo Senso-Ji com uma visita à Tokyo Sky Tree, a segunda estrutura mais alta do mundo e outra das principais atrações turísticas da cidade.

Horário de funcionamento do Templo Senso-ji: das 6 às 17h, diariamente.

Entrada gratuita.

.

Para salvar no Pinterest.